Dentro do Entre
Dentro do Entre
Com anelares e indicadores


domingo, setembro 26, 2004  

Disse-te a palavra
como te digo o corpo.
Para ti o diálogo venoso
no segundo fechado
em que só

a distensão da tua imagem
a ser coisa em volta.

Não se faz o retorno
Do que das mãos se solta.
Ergo-me para ser longe
No longe que é
O sítio onde a voz já não se ouve.

posted by Cat S | 4:08 da tarde


quarta-feira, setembro 15, 2004  

Dizer (ouve, falo-te)
que o retorno é certo
porque o corpo foi prometido.





posted by Cat S | 10:13 da tarde

Archives

Content

Links

Mail